BLOG_NEUROTECH_A_Era_do_Crédito_Inteligente

A era do crédito inteligente: desafios em rentabilização e cobrança

Cobrar é sempre delicado, certo? Diante da era do crédito inteligente, saiba como melhorar esse processo e evitar riscos. Leia Aqui!

A era do crédito inteligente trouxe consigo infinitas oportunidades. O ciclo, iniciado há algum tempo e que se perpetua até os dias de hoje, se destaca pela facilidade de acesso ao crédito. 

Ou seja, a partir da concessão de valores, muitas pessoas podem realizar os seus sonhos. Cenários como esse, repletos de atualizações, contribuem não só para isso, como também para movimentar a economia de diferentes formas. 

Há, no entanto, muitas demandas. O relacionamento com o cliente, os modos de cobrança e as práticas necessárias para rentabilizar o consumidor, por exemplo, envolvem alguns dos principais desafios no momento.

Diante da busca por rentabilidade sustentável e eficiência na recuperação de crédito, as instituições financeiras enfrentam dificuldades em muitas frentes. É o caso do seu negócio?

Se a resposta for sim, saiba que este conteúdo irá ajudá-lo. Continue aqui e fique por dentro do tema: contextos, obstáculos e perspectivas perante à atualidade, soluções que podem contribuir com você e muito mais. 

Boa leitura!

Rentabilização no contexto do crédito inteligente

A era do crédito inteligente é marcada pela contínua evolução de inúmeros modelos. Hoje em dia, os métodos tradicionais de cobrança têm sido substituídos por abordagens avançadas, baseadas em análise de dados e Aprendizado de Máquina. 

Nesse sentido, algo que é delicado, mas ao mesmo tempo essencial para manter a saúde financeira da operação, ganha novos e importantes contornos. A aplicação de diversas ferramentas otimiza a visão acerca do perfil do consumidor. 

Com o levantamento de informações detalhadas, é possível verificar se ele é, ou não, um bom pagador. O histórico faz toda a diferença para evitar a concessão de crédito em padrões suspeitos, evitando perdas financeiras e muitos outros prejuízos aos negócios. 

Assim, ter a tecnologia como aliada às estratégias de cobrança traz diversos benefícios. Entre os principais, podemos destacar: 

  • Aplicação das melhores práticas do mercado internamente;
  • Estruturação do funcionamento da empresa como um todo;
  • União da expertise humana aos recursos tecnológicos de ponta. 

O olhar atento aos dados também conecta-se com maestria à precificação de riscos e à personalização e segmentação. Em relação ao primeiro ponto, a inteligência analítica de dados contribui para equilibrar a oferta de crédito acessível aos clientes, mitigando riscos e garantindo a lucratividade.

Quando falamos do segundo, verificações minuciosas possibilitam a personalização das ofertas de crédito. Ou seja, os riscos de conceder valores a maus pagadores, por exemplo, é drasticamente reduzida. 

Desafios na cobrança de crédito inteligente 

Cobrar é um dos principais desafios na era do crédito inteligente. Nos últimos anos, a partir das transformações de mercado impostas até mesmo por crises sanitárias, a tarefa se tornou ainda mais delicada. 

Para se ter uma ideia, os efeitos econômicos causados pelo período pandêmico devem ser sentidos pela população brasileira até 2045. A projeção é de cientistas que compõem a Rede Brasileira de Pesquisas sobre Mudanças Climáticas Globais (Rede CLIMA), ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. 

A observação dos profissionais menciona que oportunidades ligadas a emprego e geração de consumo e renda são algumas das principais afetadas pela crise sanitária. A perda de consumo em potencial é visualizada principalmente a partir de 2021, ano do pico de mortes causadas pela Covid-19 no país. 

Segundo os pesquisadores, os estados mais afetados pela pandemia podem ter ainda mais dificuldades de recuperação econômica. Diante de fragilidades maiores e mais frequentes, frente aos desafios do cenário, tendem a aumentar também índices como a taxa de inadimplência, entre muitas outras.  

A boa notícia é que não faltam boas perspectivas quanto a esse assunto. São 3 os principais pilares que destacamos aqui. Saiba mais:

  1. Prevenção da inadimplência

A tendência é que os modelos preditivos guiem cada vez mais estratégias de cobrança. A análise de dados também será muito valiosa nesse cenário. 

  1. Recuperação de crédito eficiente 

Em atendimento a essa necessidade, a tecnologia se fará bastante presente (e necessária). Recursos como os chatbots e a Inteligência Artificial devem agilizar e otimizar ainda mais o processo de cobrança. 

  1. Relacionamento com o cliente 

Tão relevante quanto o papel da tecnologia é relacionar-se com o público de muitas formas. Assim, também devem crescer as diversas estratégias de interação com os clientes, seja no físico ou no digital, a fim de entender melhor as suas necessidades.

Como podemos ajudá-lo diante deste cenário?

A resposta é simples: por meio do Riskpack Concessão, produto que se adapta perfeitamente à era do crédito inteligente. Com ele, é possível reduzir riscos e transformar dados em decisões precisas, potencializando a concessão de crédito. 

São mais de 1.200 fontes externas em um só lugar, com possibilidade de organização de dados e acompanhamento contínuo do modelo. Quer saber mais sobre a solução?

Fale conosco!

 

Matérias relacionados

Inscreva-se para receber conteúdos: